Do Rio de Janeiro para Joinville: quem foi Dona Francisca?

05 de outubro

Do Rio de Janeiro para Joinville: quem foi Dona Francisca?

Você sabia que a cidade de Joinville já teve uma princesa? Em terras joinvilenses, a história da Princesa Francisca é bastante conhecida e quase todo mundo já ouviu falar da mulher que roubou o coração do Príncipe François e tornou-se nome de uma das serras mais importantes da região. Mas quem é turista por essas bandas pode não saber que Joinville já teve príncipe e princesa e nem como isso tudo aconteceu. Por isso, para você que sempre se perguntou porque a serra Dona Francisca tem esse nome, nós vamos contar um pouco dessa história.

 

Príncipe de Joinville?

 

O príncipe francês François Ferdinand Philippe Louis Marie d’Órleans, em uma passagem pelo Brasil, lá nos idos de 1837, acabou caindo de amores por uma moça chamada Francisca Carolina Joana Leopoldina Romana Xavier de Paula Micaela Rafaela Gabriela Gonzaga de Bragança. Essa mulher de nome comprido, mais conhecida como Princesa Dona Francisca, era ninguém menos do que a filha de D. Pedro I e Maria Leopoldina, imperador e imperatriz consorte do Brasil.

Apesar do encantamento súbito do Príncipe François pela por Dona Francisca, o casamento dos dois só aconteceu mesmo em 1843, quando ele retornou para finalmente selar a união com a moça.  E foi aí que começou a história do Príncipe François e da Princesa Dona Francisca com a cidade de Joinville.

É que como parte do dote do casamento, o casal recebeu uma porção de terras na Província de Santa Catarina. Mas, como eles voltaram para Europa logo em seguida do casamento, nem o Príncipe e nem a Princesa chegaram a conhecer as terras que faziam parte do seu dote. Quem cuidava das terras, que receberam o nome de Colônia Dona Francisca, era o administrador Frederico Bruestlein, nomeado pelo Príncipe.

Mesmo com a distância da capital, a história da monarquia brasileira está intimamente ligada com Joinville, já que a cidade recebeu futuramente esse nome em homenagem ao próprio Príncipe François, que nasceu na cidade francesa Joinville-Le Pont. Além disso, a sede administrativa da colônia era no Palácio dos Príncipes, edifício erguido especialmente para recepcionar o casal da realeza que nunca chegou a pisar na cidade. Atualmente, o prédio ainda existe e abriga o MNIC (Museu Nacional de Imigração e Colonização).

 

Dona Francisca

 

Verdade seja dita, a Princesa Dona Francisca nunca chegou a sequer pisar em terras Joinvillenses. Mesmo assim, a figura de Dona Francisca está presente no imaginário e no cotidiano de quem mora e visita a cidade de Joinville. Na Rua das Palmeiras, por exemplo, há uma réplica de um busto da Princesa que pode ser visto por turistas e moradores. A obra original pode ser visitada no Museu Fritz Alt, também na cidade. Dona Francisca ainda dá nome a uma das ruas mais movimentadas da cidade e à serra que é um dos cartões postais da região. Falar sobre a história de Joinville com certeza é reviver a história dos Príncipes e Princesas que jamais conheceram o local, mas que vivem no imaginário de quem pisa vive ou visita a área.

 

O Hotel Fazenda Dona Francisca

 

Dona Francisca também dá nome a um dos principais hotéis da região de Joinville e o único 5 estrelas do seu segmento. O Hotel Fazenda Dona Francisca está localizado na serra de mesmo nome e é parada obrigatória para quem quer conhecer as belezas da região e ainda relaxar em meio à natureza. Se você quer curtir um fim de semana ou aproveitar suas férias com o melhor que a natureza pode te oferecer sem abrir mão do conforto, o Hotel é tudo o que você está procurando. Visite nosso site para conhecer nossos pacotes e peça um orçamento sem compromisso.